SC passa de 100 mortes por dengue em 2024 e ultrapassa número de óbitos do ano passado

SC passa de 100 mortes por dengue em 2024 e ultrapassa número de óbitos do ano passado


Santa Catarina ultrapassou a marca de 100 mortes por dengue em 2024. Com isso, pela primeira vez na história, teve mais de 100 óbitos pela doença em um único ano. Em 2023, foram 98 mortes em 12 meses.

Além dos óbitos, o estado tem 62.149 casos confirmados de dengue, doença que é transmitida pela picada do mosquito Aedes aegypti.

Em relação às mortes, a maioria delas ocorreram nas regiões Litoral Norte, Norte e Grande Florianópolis.

A vacinação de crianças e adolescentes, entre 10 e 14 anos, continua sendo feita gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS), no Norte e na Grande Florianópolis.

Até esta segunda-feira (22), foram aplicadas 32.755 vacinas nos postos de saúde. Na região Norte, foi vacinado 31,49% do público-alvo. Na Grande Florianópolis, 13,33%. Os números são da Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive).

Prevenção

 

Enquanto a vacina não chega a todos os públicos, o mais importante é evitar que o mosquito Aedes aegypti se reproduza.

A Dive divulgou orientações para evitar a proliferação do mosquito. O importante é não deixar água parada, para que o inseto não consiga se reproduzir.

  • evite usar pratos nos vasos de plantas – se usá-los, coloque areia até a borda;
  • guarde garrafas com o gargalo virado para baixo;
  • mantenha lixeiras tampadas;
  • deixe os depósitos d’água sempre vedados, sem qualquer abertura, principalmente as caixas d’água;
  • plantas como bromélias devem ser evitadas, pois acumulam água;
  • trate a água da piscina com cloro e limpe-a uma vez por semana;
  • mantenha ralos fechados e desentupidos;
  • lave com escova os potes de comida e de água dos animais no mínimo uma vez por semana;
  • retire a água acumulada em lajes;
  • dê descarga no mínimo uma vez por semana em banheiros pouco usados;
  • mantenha fechada a tampa do vaso sanitário;
  • evite acumular entulho, pois ele pode se tornar local de foco do mosquito da dengue;
  • denuncie a existência de possíveis focos de Aedes aegypti para a Secretaria Municipal de Saúde;
  • caso apresente sintomas de dengue, febre de chikungunya ou vírus da zika, procure uma unidade de saúde para o atendimento

 



Voltar

Comentários




Notícias Relacionadas


Vídeos


BOM DIA ALTO VALE – 24/05/2024

BOM DIA ALTO VALE – 24/05/2024

MOMENTO DE FÉ – 24/05/2024

MOMENTO DE FÉ – 24/05/2024

NOTÍCIAS DO DIA – 23/05/2024

NOTÍCIAS DO DIA – 23/05/2024