Prefeitura de Rio do Sul encaminha relatório de danos em vias urbanas causadas por desvio de trânsito da BR-470

Com obra de recuperação no km 143 concluído, trânsito já está reaberto desde a noite de terça-feira (12)
Prefeitura de Rio do Sul encaminha relatório de danos em vias urbanas causadas por desvio de trânsito da BR-470


A prefeitura de Rio do Sul ainda não tem um levantamento completo dos prejuízos causados pelo desvio de trânsito da BR-470 por ruas da área urbana do município após a abertura de uma cratera no km 143 da rodovia federal em 14 de fevereiro.

A passagem pelo trecho foi liberada na noite de terça-feira (12) após obras realizadas pelo DNIT antes do prazo previsto, já ajudando a reduzir o tráfego nas vias urbanas da cidade. Os trevos de acesso à Barra do Trombudo pela rua Pedro Avelino, devem ter ajustes ainda nesta quarta-feira.

Várias ruas da cidade foram duramente afetadas pelo acréscimo de veículos desde então, principalmente em bairros como Barra do Trombudo, Barragem, Budag, Sumaré e Canoas, que eram as rotas alternativas mais curtas. Entretanto, outras vias do município podem ter sido utilizadas em outras regiões por motoristas que seguiam pela BR-470.

O município vai realizar levantamentos de qual o valor necessário para recuperação das vias afetadas e encaminhará relatório ao DNIT, que é o responsável pela manutenção e serviços na rodovia federal.

O prefeito José Thomé antecipou na semana passada o encaminhamento de ofício aos escritórios regional e estadual do órgão, com levantamento fotográfico dos estragos que já eram visíveis, mesmo antes da conclusão dos trabalhos na rodovia. O município pede algum tipo de compensação, seja através de obras ou recursos, para recuperar a malha viária.

“Fomos duramente afetados pela situação, sendo que vários bairros foram afetados e inclusive com danos à cidade de Agronômica e Laurentino. Evidente que vamos em busca de soluções rápidas para os problemas causados e pedimos a ajuda do DNIT por entender que podemos ter algum tipo de compensação”, comentou o prefeito.

Obra no bairro Pamplona continua

A prefeitura de Rio do Sul ainda não concluiu uma obra nas ruas Câmara Júnior e Maiate, no bairro Pamplona, próximo ao local onde ocorreu o deslizamento e que foram solicitadas pelo DNIT como parte complementar da obra. Entretanto, o serviço emergencial já está em funcionamento e os trabalhos continuam nos próximos dias.

A rede de drenagem na rua Câmara Júnior terá um total de 102 metros de extensão, com tubos de 1,5 metro de diâmetro. Na rua Maiate, são mais 35 metros de drenagem com tubos de 80 centímetros de diâmetro. Nesta via, uma nova caixa de captação será feita para reduzir o volume de água que era anteriormente conduzida apenas para um ponto da rede que passava às margens da BR-470.

O valor estimado para a obra de responsabilidade do município é de R$ 406.902,85, custeados pela prefeitura. O serviço emergencial já foi executado e atende a necessidade da obra realizada pelo DNIT, mas continua o trabalho de conclusão destas redes de drenagens e posterior repavimentação das vias afetadas.

Departamento de Comunicação
Prefeitura de Rio do Sul



Voltar

Comentários




Notícias Relacionadas


Vídeos


Estado anuncia data para início da dragagem do Rio Itajaí Açu, no Alto Vale

Estado anuncia data para início da dragagem do Rio Itajaí Açu, no Alto Vale

Ministério Público obtém liminar que suspende processos seletivos em Presidente Getúlio

Ministério Público obtém liminar que suspende processos seletivos em Presidente Getúlio

Estabelecimento comercial é alvo de assalto em Rio do Sul

Estabelecimento comercial é alvo de assalto em Rio do Sul