Nuvem gigante de gafanhotos avança na Argentina e pode chegar a Santa Catarina

Nuvem gigante de gafanhotos avança na Argentina e pode chegar a Santa Catarina


Uma nuvem de gafanhotos com mais de 10 quilômetros de extensão causou estragos no Paraguai, passa pela Argentina e se aproxima da Fronteira com o Brasil, deixando em alerta as regiões oeste de Santa Catarina e, principalmente, do Rio Grande do Sul. 

O Serviço Nacional de Saúde e Qualidade Agro-Alimentar (Senasa), órgão do governo da Argentina, aumentou o nível de alerta de “ameaça” para “perigo” na província de Corrientes, que faz fronteira com o Rio Grande do Sul. Já em Misiones, situada a Oeste de Santa Catarina, está ainda em “precaução”.

A Senasa alerta que, em um quilômetro quadrado, até 40 milhões de gafanhotos podem comer o que 2 mil vacas consomem em um dia. A nuvem de insetos entrou no país pelo Paraguai no fim de semana. Agora, a praga avança na parte do território argentino que faz fronteira com o Brasil e com o Uruguai.

A trajetória da nuvem muito das condições do tempo na região. Há possibilidade de se deslocar mais para o Sul, e não para Leste, o que deixaria Santa Catarina fora da rota da ameaça.

Segundo especialistas do governo argentino, os gafanhotos não causam danos diretos aos seres humanos. O risco é a destruição de plantações e pastagens. No Paraguai, lavouras de milho foram destruídas pelos insetos.

Informações: Diário Catarinense



Voltar

Comentários




Notícias Relacionadas


Vídeos


2ª edição do MTB Taió Marathon é adiada, mas já tem nova data

2ª edição do MTB Taió Marathon é adiada, mas já tem nova data

EEB. Guilherme André Dalrí, realiza feira multidisciplinar com os alunos

EEB. Guilherme André Dalrí, realiza feira multidisciplinar com os alunos

Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina completa missão em Rio do Sul

Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina completa missão em Rio do Sul