Moradores denunciam crime ambiental em rio no interior de Presidente Getúlio

Moradores denunciam crime ambiental em rio no interior de Presidente Getúlio


O descarte irregular de dejetos é uma das principais fontes de poluição em rios, córregos e nascentes. Além de causar danos à natureza, isso pode também gerar prejuízos financeiros, já que o lançamento de resíduos é um crime ambiental e que afeta a saúde pública da comunidade como um todo.

Preocupados com isso, moradores do Distrito Mirador, na localidade onde está a região conhecida como Ribeirão da Onça, em Presidente Getúlio, relataram na manhã da última quarta-feira (31), um crime ambiental.

Nas imagens enviadas o Jornal Vale Norte, fotos e vídeos mostram o rio com muitos desejos. Em uma das gravações o cidadão cita que peixes estão morrendo em virtude da água contaminada.  Moradores relataram que dejetos suínos foram despejados no Ribeirão Tatete, que é um dos pontos turísticos da localidade, por conta da trilhas e cachoeiras. “É a segunda vez que isso acontece”, lamentou uma moradora.

A situação aparentemente é grave e, segundo um outro denunciante, além do mal cheiro, dezenas de peixes foram encontrados mortos. “Olha que estamos sofrendo de novo. A água está preta e o cheiro horrível”, disse.

De acordo com a Lei 9605/98, todo e qualquer prejuízo causado aos elementos que integram o meio ambiente – fauna, flora, recursos naturais e hídricos – é considerado crime ambiental.

Fonte: Marcelo Zemke / Rede Vale Norte



Voltar

Comentários




Notícias Relacionadas


Vídeos


FINAL | SERRA CIMA x UNIÃO | JOGO DA VOLTA | LIGA RIOSULENSE DE FUTEBOL

FINAL | SERRA CIMA x UNIÃO | JOGO DA VOLTA | LIGA RIOSULENSE DE FUTEBOL

📺Programa Gente da Nossa Terra📺 (25/02/2024)

📺Programa Gente da Nossa Terra📺 (25/02/2024)

✅Programa Nossas Belezas✅ (24/02/2024)

✅Programa Nossas Belezas✅ (24/02/2024)