Laboratórios de SC chegam a lucrar 200% com testes de coronavírus, aponta Procon

Laboratórios de SC chegam a lucrar 200% com testes de coronavírus, aponta Procon


Laboratórios de Santa Catarina chegam a lucrar 200% com testes de coronavírus, aponta pesquisa divulgada nesta quarta-feira (15) pelo Procon. Segundo o órgão, o levantamento identificou ao menos 19 laboratórios onde o preço cobrado é superior ao dobro dos custos totais para a realização do exame de Covid-19, com lucro de 100%. Em seis deles, o valor praticado representa um lucro de 200%.

Faça parte do nosso grupo de notícias no WhatsApp, acesse aqui!!

A pesquisa do Procon também revelou que a diferença entre os preços praticados pelos laboratórios para o exame que diagnostica o coronavírus pode chegar a 200%. De acordo com o órgão, os valores partem de R$ 180 e podem chegar a R$ 380.

O levantamento foi feito em 86 laboratórios de Santa Catarina, levando em conta os valores cobrados nos testes de sorologia IGG/IGM para detecção da Covid 19. O exame de sorologia serve para saber se o organismo desenvolveu resposta imunológica à Covid-19, e é realizado com a amostra de sangue do paciente.

Em entrevista na manhã desta quarta ao Bom Dia Santa Catarina, da NSC TV, o diretor do Procon, Tiago Silva, afirmou que a cobrança com lucro acima de 100% já pode ser enquadrada como prática abusiva, diante da situação de pandemia provocada pelo coronavírus.

Ele informou que o órgão irá abrir processos administrativos contra laboratórios, com base no artigo 39 do Código de Defesa do Consumidor, e os laboratórios podem ser multados. A instauração de um inquérito no Ministério Público também é possíel, disse Tiago Silva.

— Infelizmente, nesse momento de pandemia, as pessoas precisam ainda mais desses exames, e nem sempre você encontra nos hospitais a disponibilidade de insumos (…) Como essa pandemia está ocorrendo e houve sim uma procura maior, não pode o laboratório querer se aproveitar. O nosso entendimento é que acima de 100% já é abusivo (…) É inadmissível — declarou o diretor do Procon.

Segundo Tiago Silva, a pesquisa do órgão envolveu um “trabalho minucioso” de análise de notas fiscais de compra e de venda de exames de coronavírus.

O diretor destacou que a orientação é que os consumidores fiquem atentos aos valores cobrados e procurem os laboratórios onde os preços são menores.

Fonte: NSC

Entre em nosso grupo do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/joinchat/P8uSohpQwOAQ97DGsEMr7w



Voltar

Comentários




Notícias Relacionadas


Vídeos


Estado anuncia data para início da dragagem do Rio Itajaí Açu, no Alto Vale

Estado anuncia data para início da dragagem do Rio Itajaí Açu, no Alto Vale

Ministério Público obtém liminar que suspende processos seletivos em Presidente Getúlio

Ministério Público obtém liminar que suspende processos seletivos em Presidente Getúlio

Estabelecimento comercial é alvo de assalto em Rio do Sul

Estabelecimento comercial é alvo de assalto em Rio do Sul