Estado monta força-tarefa para atender ocorrência de derramamento de ácido sulfônico na Serra Dona Francisca

Estado monta força-tarefa para atender ocorrência de derramamento de ácido sulfônico na Serra Dona Francisca


Assim que o acidente foi registrado na Serra Dona Francisca, em Joinville, na manhã desta segunda-feira, 29, envolvendo um caminhão carregado com produto perigoso, o Governo do Estado mobilizou as equipes da Polícia Militar Ambiental, Polícia Militar Rodoviária, Instituto do Meio Ambiente e a Secretaria de Proteção e Defesa Civil. O veículo colidiu no barranco da curva do Mirante, próximo ao Km 14 da SC-418, ocasionado o derramando ácido sulfônico sobre a pista.

Como atingiu o Rio Seco, algumas medidas já foram adotadas como fechamento do acesso para não captar água do rio. Além disso a Defesa Civil de Santa Catarina encaminhou mensagens de SMS direcionadas para Araquari e Joinville orientando a população para diminuir o consumo de água, tanto humano quanto animal. O órgão também está está trabalhando em conjunto com a prefeitura de Joinville.

O Instituto do Meio Ambiente tomou providências para monitorar o meio ambiente do local: a atuação do IMA é avaliar extensão do dano, juntamente com a Polícia Militar Ambiental, levantando todo o panorama do dano ambiental causado na região.

De acordo com informações do IMA, a empresa responsável pela carga tem seguro ambiental e está fazendo o transbordo do que sobrou do produto, a contenção e a limpeza. Por ser à base de detergente, o derramamento gerou muita espuma.

A Secretaria de Meio Ambiente do Governo do Estado se colocou à disposição do IMA e da Polícia Militar Ambiental para auxiliar no monitoramento do impacto do ácido sulfônico derramado. O secretário Ricardo Guidi conversou com a presidente do IMA, Sheila Meirelles, e com o comandante da Polícia Militar Ambiental, Jardel Carlito da Silva, para disponibilizar recursos e corpo técnico, principalmente no acompanhamento do produto ao chegar na Baia Babitonga.

Perícia

A perícia no local do acidente e na água do Rio onde houve o derramamento foi realizada pela Polícia Científica. Já a Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Divisão de Crimes contra o Meio Ambiente, da DIC de Joinville, instaurou inquérito policial para apurar causas e responsabilidades envolvendo o tombamento do caminhão. O veículo transportava ácido sulfônico e, em função do acidente, o produto escorreu e chegou até o Rio Cubatão.

De acordo com a delegada Tânia Harada, responsável pela investigação, o local já periciado e a empresa responsável pelo transporte já está identificada. A delegada informou ainda que será pedida uma perícia no caminhão e o DNIT será oficiado para verificar eventual irregularidade no transporte da carga.



Voltar

Comentários




Notícias Relacionadas


Vídeos


Posto de combustíveis é roubado na BR-470

Posto de combustíveis é roubado na BR-470

Projeto de lei endurece punição para praticantes da “Farra do Boi” em SC

Projeto de lei endurece punição para praticantes da “Farra do Boi” em SC

Prefeitura de Taió divulgou cronograma de licitações

Prefeitura de Taió divulgou cronograma de licitações