Epagri reúne 163 pessoas no Alto Vale do Itajaí para apresentar benefícios do silo secador de grãos

Epagri reúne 163 pessoas no Alto Vale do Itajaí para apresentar benefícios do silo secador de grãos


A Epagri reuniu 163 pessoas, entre técnicos e agricultores, para o seminário regional de secagem e armazenagem de grãos na propriedade, com foco no silo secador e armazenador de grãos, desenvolvido pela Emater do Rio Grande do Sul. O evento aconteceu no município de Rio do Oeste, na região do Alto Vale do Itajaí, no dia 28 de fevereiro.

silo secador de grãos é uma tecnologia totalmente adaptada à agricultura familiar, pela facilidade de construção de manejo. Ele permite manter a colheita de grãos na propriedade e garantir a qualidade do produto. O projeto do silo deve ser dimensionado de acordo com as necessidades da propriedade e executado com apoio de um técnico. O Alto Vale do Itajaí conta com pouco mais de 20 silos, com capacidade de armazenar aproximadamente 20 mil toneladas de grãos no total.

Ricieri Verdi, extensionista da Epagri em Pouso Redondo e líder do programa Grãos no Alto Vale do Itajaí, foi um dos organizadores do evento. Segundo ele, o público superou as expectativas. Ele destaca que trata-se de um projeto simples, que é facilmente construído na propriedade. O extensionista entende ainda que, ao permitir armazenar grãos na própria propriedade rural, o silo secador dá autonomia e agrega renda ao agricultor.

Enni Rodrigo Bitencourt, extensionista da Epagri em Rio do Oeste e um dos palestrantes do seminário, enumera outras vantagens da tecnologia, que começou a ser implantada no município em 2019. “Dá ao produtor a capacidade de escolher a hora da colheita, porque já tem a tecnologia na sua propriedade, o que lhe permite fazer sua logística, podendo facilitar o manejo”, detalha.

Carlos Angonese, engenheiro-agrônomo da Emater do Rio Grande do Sul, também palestrou no evento. Ele lembra que, para o produtor rural, ter um silo secador significa ter o grão à mão. Principalmente para quem utiliza esse grão para alimentar animais na propriedade, isso é fundamental, argumenta. Carlos ressalta ainda a qualidade do grão armazenado no silo, a economia de custos com frete e a maior produtividade dos animais que consomem esse alimento.

Quem produz grão para entregar à empresa cerealista também é beneficiado com a tecnologia. Por estar mais seco, o grão armazenado no silo tem maior qualidade e permite ao agricultor fechar a cadeia produtiva, indo desde o plantio até a destinação da produção.

Entrega do Reconstrói SC

O evento serviu também para o presidente da Epagri, Dirceu Leite, fazer a entrega simbólica de títulos do programa Reconstrói SC, que destinou verbas para propriedades rurais atingidas por desastres naturais. Rio do Oeste foi um dos municípios mais atingidos pelas chuvas de outubro e novembro. O gerente da Secretaria de Estado da Agricultura e Pecuária, Osvaldo Vieira dos Santos, também participou da entrega.

Com informações da RBA TV.

 

Epagri



Voltar

Comentários




Notícias Relacionadas


Vídeos


Novas aeronaves do Governo de Santa Catarina realizam os primeiros transportes de pacientes

Novas aeronaves do Governo de Santa Catarina realizam os primeiros transportes de pacientes

Santa Catarina registra 30 municípios afetados pelas chuvas e sete em situação de emergência

Santa Catarina registra 30 municípios afetados pelas chuvas e sete em situação de emergência

Santa Catarina atingiu a marca 21 prefeitos eleitos presos por corrupção

Santa Catarina atingiu a marca 21 prefeitos eleitos presos por corrupção