Coronavírus: Alto Vale está em estado gravíssimo de risco

Coronavírus: Alto Vale está em estado gravíssimo de risco


Subiu para 12 o número de regiões de Santa Catarina consideradas em nível gravíssimo para o novo coronavírus, conforme a classificação de risco do governo do Estado. São três a mais em relação à atualização anterior, da semana passada. A informação foi divulgada pela Federação Catarinense de Municípios (Fecam) na manhã desta quarta-feira (29). As informações são do NSC.

Faça parte do nosso grupo de notícias no WhatsApp, acesse aqui!!

Segundo a assessoria de imprensa da Secretaria de Estado da Saúde (SES), a divulgação da Fecam procede, mas o mapa oficial do governo só será atualizado nesta quinta-feira (30). 

De acordo com a nova classificação, três novas regiões passaram de risco grave para risco gravíssimo em relação à semana anterior: Alto Uruguai Catarinense, Alto Vale Do Itajaí e Planalto Norte.

Além delas, continuam em alerta máximo as regiões Carbonífera, Extremo Sul Catarinense, Foz do Rio Itajaí, Grande Florianópolis, Médio Vale Do Itajaí, Meio Oeste, Nordeste, Oeste e Xanxerê.  

Três regiões estão em nível grave: Alto Vale Do Rio Do Peixe; Laguna; Serra Catarinense, e uma em risco alto, a do Extremo-Oeste. 

A classificação de risco do governo inclui quatro níveis: moderado, grave, alto e gravíssimo. Divulgada semanalmente, leva em conta fatores como aumento de casos de coronavírus e de mortes pela doença, taxa de ocupação de leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) e índice de isolamento social.  

Santa Catarina soma 73,7 mil casos confirmados de coronavírus e 960 mortes pela doença, segundo o boletim da Secretaria de Estado de Saúde (SES) divulgado nesta terça-feira (28). 



Voltar

Comentários




Notícias Relacionadas


Vídeos


PM apreende equipamentos de som por perturbação em posto de combustíveis, em Rio do Sul

PM apreende equipamentos de som por perturbação em posto de combustíveis, em Rio do Sul

SOS Rio do Sul arrecadou 239 mil reais em doações para os atingidos pelas enchentes

SOS Rio do Sul arrecadou 239 mil reais em doações para os atingidos pelas enchentes

Suposto acerto de contas deixa um homem morto

Suposto acerto de contas deixa um homem morto