Alto Vale se prepara para a construção das mini barragens de Petrolândia e Mirim Doce

Alto Vale se prepara para a construção das mini barragens de Petrolândia e Mirim Doce


Ordem de serviço para a construção das mini barragens de Petrolândia e Mirim Doce, no Alto Vale, deve ser emitida no primeiro semestre de 2024. No ano passado, durante as cheias que atingiram o Alto Vale, nos meses de outubro e novembro, o comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina, coronel Fabiano de Souza esteve na região, ao lado do Governador do Estado Jorginho Mello acompanhando de perto os estragos causados pelas enchentes na região.

Situações de emergência, de socorro às famílias, além da chegada de itens de assistência humanitária e o transporte para unidades hospitalares também foram presenciadas pelo coronel, hoje, secretário de Estado da Proteção e Defesa Civil. Ele conta que a mitigação dos problemas não é exclusiva da secretaria, mas de todo o colegiado do governo, que juntos estudam melhorias para que, em caso de inundações, os acessos aos municípios não sejam prejudicados.

Dificuldades de locomoção

Souza lembra que, em outubro de 2023, a capital do Alto Vale registrou alguns picos de cheias. Onde os moradores encontraram dificuldades para a chegada de alimentos. Visto que, o acesso pela SC-350, que liga Ituporanga a Rio do Sul estava bloqueado. A obra de elevação teve início no dia 09 de janeiro em cinco trechos da SC-350. Entre os municípios de Rio do Sul e Aurora e está avaliada em 10 milhões de reais. “Então, essa é uma primeira ação de governo. Dentro da linha que o governador já vem cobrando de todos os secretários, para que a gente tenha ações efetivas e emergenciais. Porque, a gente precisa começar a mudar essa realidade. Portanto, essa foi a primeira delas de um rol de ações que serão desencadeadas nos próximos meses e anos”, conta.

Outra linha de ação emergencial foi discutida em uma reunião com o governador e o secretário de planejamento, onde foi definido o lançamento do programa de governo, chamado “Proteção Levava a Sério”. Ele é voltado para a região do Vale do Itajaí nos estudos da JICA, e que busca reduzir os riscos de desastres no estado.

Ordem de serviço das mini barragens

Fabiano reforça que a ordem de serviço para a construção das mini barragens de Petrolândia e Mirim Doce deve ser emitida ainda no primeiro semestre de 2024. “Tive uma conversa com a presidente do Instituto do Meio Ambiente para acelerar ao máximo a atualização de algumas condicionantes. Portanto, ela já vai destinar uma equipe para dar prioridade nisso. Hoje, com o planejamento, a gente define um grupo de trabalho para se dedicar exclusivamente à atualização de orçamento e projeto. Assim, que a gente consiga, fazer com que as ações emergenciais já comecem nesse primeiro semestre. Além disso, as outras etapas daqueles estudos e projetos anteriores já têm um cronograma bem definido. A construção das duas barragens entra na linha emergencial e deve ter a ordem de serviço emitidas ainda no primeiro semestre de 2024”, relata.

Questionado sobre a dragagem do rio, derrocagem e proteção de margem em toda a bacia do Itajaí, desde o Alto Vale até a Foz, Fabiano explica que, um dos melhoramentos fluviais previstos para a região, envolve a área urbana de Rio do Sul. “São 8.2 quilômetros, 4.5 quilômetros a jusante de Rio do Sul, abaixo de Rio do Sul. Além disso, 3 quilômetros a montante de Rio do Sul, na vertente do Rio Itajaí do Oeste e 700 metros na vertente do Rio Itajaí do Sul. Esses 8.2 quilômetros entrarão nessa contratação emergencial, ainda durante a vigência do estado de calamidade pública decretado pelo município e outros municípios da região. Existem ainda, estudos que a gente pretende colocar na contratação emergencial que envolvem a área urbana de Taió e de Timbó. Porém, esses ainda não estão definidos”, finaliza.

 

Fonte: Portal GCD/Amanda FM



Voltar

Comentários




Notícias Relacionadas


Vídeos


PM apreende equipamentos de som por perturbação em posto de combustíveis, em Rio do Sul

PM apreende equipamentos de som por perturbação em posto de combustíveis, em Rio do Sul

SOS Rio do Sul arrecadou 239 mil reais em doações para os atingidos pelas enchentes

SOS Rio do Sul arrecadou 239 mil reais em doações para os atingidos pelas enchentes

Suposto acerto de contas deixa um homem morto

Suposto acerto de contas deixa um homem morto